29/09/2014

Lugar de sobras é no forno. Receitas do Mesa Brasil garantem preservação e evitam desperdício.

Receitas Mesa Brasil do SESC Receitas Mesa Brasil do SESC

O Mesa Brasil é um extraordinário programa criado e desenvolvido pelo SESC que transforma em benefício para a comunidade um sério problema brasileiro, o do desperdício, e ajuda a reduzir outro mais sério ainda, o da fome que atinge importantes segmentos sociais. Presente em 27 estados brasileiros, o programa distribuiu, nos primeiros nove meses de 2008, quase 13 milhões de quilos de alimentos, doados por 2.932 empresas, e beneficiou 1.220.114 pessoas diariamente.

No Rio Grande do Sul, o SESC/RS transferiu para entidades sociais previamente cadastradas, nos primeiros nove meses do ano, mais de um milhão de quilos de alimentos, complementando 18 milhões de refeições de pessoas que, se não fosse a existência do programa, não teriam se alimentado de forma correta. Além do mais, em cada uma das instituições receptoras, o SESC/RS desenvolve atividades educativas e técnicas, como as de fazer o melhor aproveitamento dos alimentos, capacitar os funcionários e qualificar os gerentes e administradores. É uma assistência completa para que nada se perca. Ao contrário. Para que tudo seja melhor aproveitado e beneficie mais as pessoas. Este é um importante diferencial.

Para entender um pouco mais o alcance de um programa como o Mesa Brasil, uma verdadeira rede de solidariedade e amor, é interessante conhecer alguns números sobre o desperdício de alimentos que existe no Brasil.

São números oficiais de órgãos como o Ministério da Agricultura, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e a FAO, organismo da ONU que cuida da agricultura. De acordo com a FAO, o Brasil joga no lixo, anualmente, 26,3 milhões de toneladas de alimentos. É importante dizer que não são "restos". São sobras ou produtos mal-aproveitados, comprados em excesso, com data de validade próxima ao vencimento ou não utilizados para os fins que foram adquiridos. Os casos de desperdício são maiores ainda nos processos de colheita, transporte, embalagem, armazenamento e distribuição. Acreditase que dos 375 milhões de toneladas de alimentos consumidos por ano no mundo, cerca de 4 milhões de toneladas são jogadas fora.

A média de desperdício de alimentos no país está entre 30% e 40% de acordo com levantamento do IBGE. O programa Mesa Brasil SESC/RS, além de recolher alimentos bons que seriam jogados no lixo, ensina, com suas práticas educativas, como aproveitá-los em sua integralidade. Há muitas folhas e talos de hortaliças aproveitáveis que são jogados fora pelos cozinheiros por falta de conhecimento. Está provado que o desperdício se deve ao despreparo das pessoas que trabalham no campo, na agroindústria, no acondicionamento e transporte de alimentos, em sua preparação, e nos próprios consumidores. Qual o brasileiro que não aperta uma fruta no supermercado ou nas feiras?

A maior parte dessas frutas apertadas estragará e será descartada para o lixo. Prejuízo para o produtor, vendedor e consumidor, que pagará mais caro pelas frutas ou ficará sem elas. O alimento desperdiçado no Brasil daria para alimentar 53 milhões de pessoas. Os organismos oficiais informam que há 46 milhões de famintos no país. Compare e pense! E participe da rede de doadores, oferecendo alimentos, logística, equipamentos, serviços ou trabalho voluntário.

Danilo Ucha, jornalista

Para fazer o download do livro, em formato ZIP, basta clicar neste link